A Paleta de Cores e Padrões Genéticos

Cor e Padrão decorrem de muitos “loci” trabalhando juntos. Os alelos dos Lócus estão listados do mais dominante ao menos dominante.

Cores e padrões desqualificados pela Padronização da Raça estão destacados em vermelho.

Lócus A – Como a pigmentação é distribuída nos pêlos e corpo do cachorro.

A – Cor dominante (A pigmentação do cachorro é uniforme nos pêlos – Labrador preto, Aussie monocromático).

a^y – Sable (O pêlo é claro, com as pontas pretas ou bordô – Collie áspero).

a^s – Padrão Saddleback (Uma sela de pigmentação em cão Tan – Pastor-alemão, Airedale, raro em Aussies).

a^t – Padrão com pontos Tans (O cachorro tem pigmento ou “pontos” de Tan nas pernas, focinho, área dos olhos, sob a cauda e parte frontal do ombro – Doberman, Rott-Weiler, Aussie).

Lócus B – Cor da Pigmentação

B – Preto.

b – Vermelho (Também chamado de vermelho-fígado, bordô, ou chocolate).

Lócus C – Desenvolvimento da pigmentação

C – Desenvolvimento normal de pigmentação.

c^ch – Alelo Chinchila (Reduz os pigmentos vermelho e amarelo, e o preto mantém-se inalterado –Tigre branco, alguns Terriers).

c^a – Albino (Falta total de pigmento na pele e olhos – raro em cães em geral)

Lócus D – Diluição da pigmentação

D – Distribuição Normal da pigmentação.

d – Pigmentação uniformemente diluída, tornando preto em azul uniforme, vermelho-fígado torna-se Isabella (Doberman, Weimaraner). Também denominada “Diluição Maltesa”. Não afeta pontos Tans. Esta é uma das falhas mais comuns em Aussies.

Lócus E – Restrição/Extensão da pigmentação – um conjunto muito variado de alelos

E – Pigmentação por toda a extensão da pelagem (A maioria dos Aussies são EE).

E^M – Máscara em hiper-extensão – máscara preta ou vermelho-fígado no focinho, desalojando pontos Tans do focinho quando estão presentes (Aussie, Pastor-alemão, Dinamarquês, Pug, Dogue de Bordeaux). Nos merles a máscara pode ser merle ou monocromática, dependendo do padrão merle.

e^br – Brindle – listras de tigre preto e amarelo ou vermelho-fígado e amarelo (raro em Aussies puros, mas ocorre em linhas de trabalho). Quando a^t está presente, as listras brindle são limitados às áreas de Tan.

NOTA: atualmente não se inclui o Brindle na série E, mas a sua localização exata é desconhecida.

e – Restrição de pigmentação preta ou vermelho-fígado ao nariz e área dos olhos, nenhuma na pelagem (Labrador amarelo, Golden retriever, Setter irlandês). Outra falha comum em Aussies, às vezes denominados Aussie “Palomino” ou “loiro”.

Lócus H – Modificador arlequim – Este gene atua sobre merles, mas permanece inativo em não merles

H – Arlequim (Às vezes denominado “tweed”, em Aussies) – causa diferentes graus de clareamento nas áreas merle. Alguns espécimes têm quatro ou mais tonalidades distintamente diferentes de azul e cinza. Nos Dinamarqueses as áreas merle são brancas. A probabilidade deste gene no Aussie é controversa, e de certa forma dependente de produzir quaisquer áreas brancas nos indivíduos a serem julgados. (Dinamarqueses, Aussies).

h – Sem alteração do padrão merle normal (Aussies, Collies ásperos e macios, Dachshunds).

 

Lócus K – Suprime a presença de padrões de Tan quando presente na forma dominante. Anteriormente colocado erroneamente na Série A, como a mais recessiva

K – Suprime o padrão de pontos Tans em cães a^t a^t.

k – Permite que apareçam os pontos Tans.

Lócus M – Merle – um padrão de redução na pigmentação dos olhos e da pele

M – Merle. Em dose única, M produz manchas azuis em cães pretos, ou champanhe em cães vermelho-fígado. Em dose dupla, perdem grande parte do pigmento do corpo e freqüentemente a audição também (Aussies, Collies, Border collies, Shelties, Dachshunds).

m – Não-merles ou alelos “normais” (padrão não-merle – Aussies, Collies, Border collies, todas as raças em que não ocorre merling).

Lócus S – Diversos padrões de manchas brancas

S – Monocromáticos (cores sólidas) – sem padrão de manchas brancas (Labradores, Aussies monocromáticos, Dobermans, Setters irlandêses).

s^i – Padrão de manchas irlandês (Marcações “Lassie” típicas – Collies ásperos, a maioria dos Aussies, Shelties)

s^p – Padrão malhado – Áreas brancas não-simétricas aleatórias (Beagles, Foxhounds, Canaan, alguns Aussies). Também denominado “Padrão branco” em Aussies.

s^w – Padrão manchado extremo branco – A maior parte ou a totalidade do cão é branca (Pirineus, Samoyed, Kuvaz, poucos Aussies). Cor principalmente branca pode ser causada por modificação sobre o gene branco extremo.

NOTA: Alguns destes alelos no lócus S podem ser incompletos ou codominância. Um cão que é (s^i s^p) pode mostrar ambos os padrões simultaneamente, por exemplo.

Lócus T – Ticking – Manchas ou focos de cor em formato “V” nas áreas brancas, onde as cores “verdadeiras” mostram-se através de manchas nas áreas brancas

T – Ticking (Dálmatas, Border collies, Aussies).

t – Sem ticking (Áreas brancas são branco puro – Collies, Aussies, Foxhounds).